O calção de banho definitivo

by Eduardo Lautert


Tá chegando o verão e a segunda-feira já está dedicada a ele. Ao calção, mais especificamente.

Calção, short, bermuda. Azar do nome. A questão é que muito homem ainda insiste na sunga branca na beira da praia. Ou ainda naquele bermudão até o meio da canela que contribui para o bronze desequilibrado do corpo… Nada contra, mas a gente tá aqui pra mostrar que o investimento em um calção de banho pode custar pouco e valer muito.

Esse item tem duas funções principais: conforto e praticidade. É por isso que o corte sendo um fator decisivo. Prefira aqueles que ficam alguns dedos acima do joelho. É bom também evitar os muito justos, para não comprometer performances atléticas na beira da praia ou da piscina. Na hora de decidir a cor e a quantidade de estampas, lembre-se que estamos falando de praia, sol e verão, ou seja, está permitido ousar um pouco mais. Mas lembre-se também de que o calção de banho pode não ser só de banho. Pode ser de academia, futebol e até sair - por isso leve em conta a facilidade para combinar. Abaixo vai uma galeria que ajuda a inspirar:


Referência pra homem: Anthony Joshua

by Eduardo Lautert


Quartou. E é véspera de feriado. Então vamos logo ao que interessa:

Anthony Joshua é hoje um dos boxeadores mais talentosos do certame. Com um histórico de 22 lutas e 22 vitórias (sendo 21 por nocaute), ele é o atual campeão peso pesado e ainda foi medalhista de ouro nas Olimpíadas de Londres em 2012. Mas nada disso importa - pelo menos hoje e agora. É do estilo do cara que queremos falar. E não estamos sozinhos na hora de colocá-lo como um dos esportistas mais elegantes da atualidade.

Elogiadíssimo por publicações de moda como as GQ, Esquire e tantas outras, além de ser garoto propaganda da Hugo Boss, Joshua é visto nos mais elegantes e alinhados trajes, respeitando o corte slim sempre que possível. Devido ao seu tamanho avantajado, é importante evitar roupas muito justas. E ele faz isso com bastante habilidade, sabendo manter-se num meio-termo de extrema elegância tanto no tamanho quanto nas cores, que raramente fogem do cinza, azul, preto e branco. Por último, mas não menos importante, o corte do cabelo e da barba é sempre sóbrio, impecável na medida certa e sem perder o aspecto natural.

Elegância peso pesado.


Livro pra homem: GQ How to Win at Life

by Eduardo Lautert


Segunda-feira, dia internacional do cansaço, do mau humor e de começar um livro novo. É nesse clima que a gente fala sobre mais uma publicação imperdível para o homem moderno: “How to Win at Life” da revista GQ britânica.

Por mais apelativo que possa soar, o título já entrega muita coisa. Como Vencer na Vida pode ser interpretado de diferentes formas, e segundo a própria publicação, as mais de 200 páginas prometem ajudar na maioria delas. Nas palavras do release feito pela GQ, o livro ajuda a “cozinhar como Jamie Oliver, mergulhar como Tom Daley, fazer magia como Dynamo ou começar um negócio estilo Richard Branson.”

Com base em entrevistas exclusivas, temos um guia didático e ilustrado para se destacar em assuntos como moda, esporte, comida e bebida, trabalho, romance, viagens e muito mais.


Referência pra homem: Sam Lambert

by Eduardo Lautert


Chegou a quarta-feira e chegou a referência de estilo masculino.

O designer Sam Lambert é o escolhido da vez. Outra figura constante nas fotos de célebres fotógrafos de moda de rua como Scott Schuman, Tommy Ton e Jak and Jil, ele é um dos caras mais elegantes dos principais eventos de moda internacional. Pelo menos um dos mais icônicos ele é.

E quando falamos em icônicos, tomamos a originalidade e a autenticidade como principais aspectos. Com figurinos inspirados nas primeiras décadas do século passado, o cara desfila por aí com combinações bastante sóbrias - e ao mesmo tempo criativas, diferentes e (por que não?) divertidas. 

Fazendo uso dos acessórios clássicos como chapéus, suspensórios, gravatas slim, lenços, óculos de armação grossa e muitos outros, ele nunca parece exagerar, já que, em compensação, não extravasa nas cores nem nas estampas. 

Tudo é fruto de muito cuidado e sabedoria. A mistura de elementos e peças em um mesmo figurino nunca parece exagero, apesar de eventualmente ele carregar uma grande quantidade deles. Sam Lambert pode não ser um modelo a ser seguido por todos, afinal, seu estilo é bastante irreverente, mas fica a nossa admiração pela criatividade aliada ao bom gosto que gera combinações elegantes e com muita atitude. Uma união que vale sempre como referência.


Referência pra casal: Sophie Turner e Joe Jonas

by Eduardo Lautert


Retomamos a nossa pauta com mais um belo e elegante casal.

Sophie Turner e Joe Jonas formam hoje um dos mais badalados da geração. Juntos há cerca de 2 anos e noivos há 1, a dupla mantém um certo low profile enquanto desfila pelas ruas com figurinos interessantes.

Ela é inglesa, atriz e mundialmente conhecida pelo papel Sansa Stark naquela série “Game of Thrones”. Aos 22 anos de idade, ela incorpora muito bem o estilo anos 90 na maioria das suas roupas. Calças de cintura alta, coturnos, jaquetas jeans e camisetas estampadas são alguns dos elementos mais vistos no seu guarda-roupas. Os acessórios seguem a mesma linha, sem exageros, mas com informações vibrantes de cores, estampas e brilhos.

Ele é americano e um dos três membros da boy band Jonas Brothers. Seu nome é frequentemente visto em sites e blogs de moda masculina graças ao seu bom gosto para se vestir. Suas produções mais recentes revelam o mesmo gosto pela moda anos 90, com peças estampadas e coloridas juntamente com jeans ajustado e tênis - enquanto que em ocasiões mais formais os seus ternos obedecem um elegante corte slim.


Referência pra homem: Hasan Minhaj

by Eduardo Lautert


Já estamos na quarta-feira e tá na hora de mais uma referência de estilo.

Hasan Minhaj é um ator / comediante / roteirista / apresentador que tem dado o que falar ultimamente. Seu novo programa na Netflix chamado “Patriot Act with Hasan Minhaj” funciona como um telejornal de comentários sobre política e cultura modernas com uma boa dose de humor. E além do talento em todas essa áreas, o apresentador de origem indiana ainda tem conteúdo de sobra quando o assunto é moda.

Frequentemente elogiado pelas suas combinações elegantes em suas aparições na TV e eventos, ele se destaca com aquele velho truque de apostar no corte preciso antes de investir em cores e estampas chamativas. Permanecendo dentro duma paleta discreta e coringa, que facilita diferentes combinações e serve para diferentes ocasiões, ele se apoia nos tons de cinza, preto, azul, marrom e branco, dando espaço para pequenos de delicados acessórios e complementos com mais informação como lenços, meias, gravatas e etc. Não esqueçamos do topete, que apesar de impecável, traz um ar natural importantíssimo para qualquer penteado.


Instagram pra homem: Valet Mag

by Eduardo Lautert


Segunda. Dia seguinte daquele que pode ser considerado um dos momentos mais importantes da história política e social do país. E pra fugir completamente desse tema e esquecer do alvoroço que foi, hoje trazemos mais um perfil cheio de imagens legais no Instagram. Nem que seja para dar aquela desopilada no dia a dia:

Com pouco mais de 20 mil seguidores, o @valetmag se apresenta como Your concierge to a well-styled life (Seu concierge/porta de entrada para uma vida elegante). O que explica muito bem o conteúdo que encontramos no feed: fotos e vídeos de diferentes áreas que englobam o universo do homem elegante. Moda, carros, viagens, música, filmes, decoração e design. Precisa mais?

Já respondemos que “não". Porque em momentos de tamanho calor político e social, um feed mais agradável sempre vem a calhar.


Referência pra homem: Nick Grimshaw

by Eduardo Lautert


Mais uma quarta-feira nas nossas vidas. E com ela, claro, mais uma referência de bom gosto e estilo masculino.

Nick Grimshaw é um dos mais famosos radialistas e apresentadores da Inglaterra. Ele apresenta programas na BBC Radio 1 e em outros canais de televisão da Inglaterra. Sua elegância já o colocou ao lado de mestres como David Beckham e David Gandy em listas de mais bem vestidos do país. 

Seu estilo rock'n'roll revisita muito daquela pegada punks dos anos 80, imortalizada por ícones como Ramones e Sex Pistols. Jaquetas de couro, jeans envelhecido e tênis esfarrapados compõem um visual que perambula também entre estilos mais modernos - adotando algumas tendências contemporâneas. Blazers bem cortados e topetes elaborados dão o toque final a essa mistura que se mostra muito certeira. 

Por mais apresentadores elegantes e sem sapatênis.


O novo uniforme de viagem do Barcelona e o que ele pode nos ensinar

by Eduardo Lautert


Começando a semana com futebol e elegância. Afinal, quem disse que ambos não podem andar juntos?

O Barcelona anunciou recentemente a sua parceria com a grife americana Thom Browne. A partir de agora, abrigos dão lugar a ternos de três peças, o esportivo dá lugar a alfaiataria e as cores azul e grená dão lugar aos diferentes tons de cinza. Mas o que essa mudança nos ensina em termos de estilo e o uso de peças clássicas / tradicionais?

Primeiro lugar, as cores. Um ponto positivo que merece se estressado: as tonalidades de cinza são ótimas alternativas para o dia ou para a noite, fugindo da seriedade e formalidade do preto e ainda mantendo a devida seriedade e discrição. Depois temos o corte, parte fundamental na hora de escolher qualquer (qualquer mesmo) peça de roupa. O paletó cumpriu o dever: encaixou bem no corpo dos jogadores e seguiu um caimento padrão infalível. O cardigan por baixo deu um ar moderno e ao mesmo tempo elegante para o visual. A gravata lisa e a camisa tradicional branca deram o complemento perfeito para a parte de cima do novo “uniforme". A calça, porém, apresenta alguns equívocos - na nossa humilde opinião: o gancho (aquela parte do zíper da frente) ficou um pouco grande demais, podendo atrapalhar o movimento das pernas. O comprimento ficou ótimo (mas folgado na parte inferior), trazendo uma estética mais contemporânea com a barra na altura do tornozelo e evidenciando um belo modelo de sapato brogue, que combinou muito bem com o resto das cores.

O que podemos tirar desse novo figurino? Primeiro lugar: é possível aliar esporte com elegância, basta saber dosar o conforto com as regras básicas de corte e caimento. Segundo: cinza é uma ótima cor para diferentes momentos e ocasiões - misture com tons claros para o dia e escuros para a noite. Terceiro: jogador de futebol (assim como qualquer outra pessoa) não precisa exagerar para chamar atenção - o melhor é apostar no simples com bastante capricho no corte.

Abaixo alguns registros do lançamento e da primeira viagem do clube (e do uniforme):


Macacão

by Eduardo Lautert


Sextou. E hoje falamos sobre figurino pro final de semana.

Quem nunca usou um desses quando criança? E hoje? Como adulto. Vale a pena investir em um? Claro. Mas antes vamos aos fatos:

Primeiro e mais importante vale a reflexão de tentar se enxergar num macacão. Faz sentido? Combina? Se a resposta for sim, parta pra análise do modelo. Como sempre, é fundamental que o corte que siga (pelo menos um pouco) o feitio slim para não ficar parecendo um funcionário de oficina mecânica. Modelos que só vão até o joelho são mais inusitados e consequentemente mais chamativos. É como usar paletó com bermuda - errado não é, mas fica estranho.

Depois disso é escolher a cor e a textura (embora os lisos sejam mais fáceis de usar). Tons de azul, verde, preto, cinza e marrom são infalíveis porque chamam menos atenção e combinam melhor com outros acessórios e calçados.

Abaixo montamos uma galeria com referências que seguem alguns desses princípios básicos acima citados:


Referência pra homem: Jonah Hill

by Eduardo Lautert


Precisamos falar sobre Jonah Hill. E nada mais justo do que fazer isso numa quarta-feira, nosso dia mundial das referências.

Jonah Hill Feldstein é ator, produtor, roteirista e diretor e há muito tempo deixou de ser o gordinho engraçado dos filmes de comédia. Sua estréia como diretor em “Mid90s” recebeu muitos elogios, colocando-o entre as principais revelações do momento. Não que ele tenha deixado de lado o perfil comediante, mas claramente Jonah é um cara que amadureceu. E isso se reflete também no seu guarda-roupas.

Motivo de algumas piadas quando o assunto era moda, o Jonah Hill versão 2018, entre outras, figura entre os 50 homens mais elegantes do ano - segundo a revista GQ UK - transformando-se num ícone do streetwear moderno. Roupas largas e mal combinadas, péssimo gosto para acessórios, cores e estampas deram lugar para looks mais sóbrios e contemporâneos, que mesmo flertando com o estranho incorporam o estilo skatista cool dos anos 90 com bastante bom gosto.


Logomania

by Eduardo Lautert


Moda é cíclica. Já ouviu isso em algum lugar? Provavelmente. Por isso nessa segunda-feira a gente retoma um assunto que tem dado o que falar ultimamente e não necessariamente pode ser considerado uma novidade.

Logomania é como muitos especialistas têm chamado o ato de vestir peças com estampas de logos. Falamos aqui sobre os anos 90 e a sua volta aos guarda-roupas e passarelas. Pois bem, a logomania é mais ou menos a mesma coisa - já que foi nessa década que as grifes passaram a “se estampar” nas roupas. Marcas como Gucci, Louis Vuitton e Supreme bebem bastante da fonte anos 90 e hoje se consagram como principais expoentes dessa tendência (se é que vale chamar assim).

Mas como incorporar? Uma dica é encarar os logos como estampas. Ou seja, vale investir e até misturar, mas sempre com uma boa dose de parcimônia, atenção e boas referências. Escala é uma regra que ajuda, no sentido de quando optar por um logo grande e chamativo em uma peça, equilibrar com menores e mais delicados no resto. Lembrando sempre que até nesse caso, menos é mais. Cores também merecem cuidado, já que misturar muitas ao mesmo tempo pode ser uma receita para o caos e o exagero.

Abaixo temos uma galeria bem variada de exemplos de logomania:


16 jaquetas jeans para inspirar

by Eduardo Lautert


É segunda-feira e independente do resultado das eleições, bola pra frente. Bola pra frente encontrar as maneiras mais elegantes de se vestir e encontrar um estilo.

E uma das formas mais fáceis de buscar isso é encontrar peças coringas que se adaptam a qualquer estilo e combinam com qualquer figurino. A jaqueta jeans é uma delas. Por que? Porque elas são versáteis e funcionam para diferentes ocasiões e climas.

Prova disso que abaixo a gente lista 16 opções de modelos e combinações para encontrar uma (ou muitas) que agradem e combinem com o seu estilo:


O estilo do The Best FIFA Football Awards 2018

by Eduardo Lautert


Sextou. Dia perfeito para voltar com a nossa pauta de estilo.

Aconteceu em Londres, no último dia 24, a edição de 2018 do The Best FIFA Football Awards - a premiação da FIFA que honra os principais destaques do esporte no ano. Jogadores, jogadoras, técnicos e etc lotaram o Royal Festival Hall com muito bom gosto e alguns exageros tradicionais da boleiragem.

Os destaques a gente mostra aqui embaixo:


Referência pra homem: Patrick Schwarzenegger

by Eduardo Lautert


O nome já diz tudo. Mas um Schwarzenegger referência de estilo?

É isso mesmo. Patrick Schwarzenegger é filho do Arnold e tem dado o que falar nos circuito hollywoodiano atual. E não é só por causa do sobrenome que isso acontece. Modelo e ator, o rapaz (de 25 anos) se destaca por boas escolhas em termos de estilo, sendo frequentemente elogiado pelas suas combinações ao mesmo tempo que já estampa páginas de revistas e editoriais de moda internacional.

Sua elegância, como a gente não cansa de frisar, vem da atenção aos cortes e as medidas. Percebemos que a maioria das suas roupas valorizam o seu corpo, mesmo que as peças sejam básicas como uma camiseta e uma calça jeans. Salvo algumas peças isoladas, percebemos que essa simplicidade se reflete em itens sem estampas e dentro duma paleta de cores sóbrias, que facilita as combinações. Afinal, existem muitas formas de chamar atenção. Manter-se numa linha discreta tanto em termos de texturas, estampas e tons quanto de cortes e medidas, é uma delas.


O estilo do Emmy Awards 2018

by Eduardo Lautert


Mais uma vez #sextou. E o clima de tapete vermelho não podia ser mais adequado.

Aconteceu na última segunda-feira, em Los Angeles, a 70ª edição do Emmy Awards - uma das maiores premiações da televisão americana.

Claro que a gente não ia deixar de falar do estilo dos principais convidados. Ainda mais numa sexta-feira abençoada como essa.


Referência pra homem: Lino Ieluzzi

by Eduardo Lautert


Quartou, minha gente. Então senta que lá vem referência.

Vocês provavelmente já viram ele por aqui. E na maioria dos sites e publicações sobre moda masculina ao redor do mundo. O nome dele é Pasquale Ieluzzi - mais conhecido como Lino Ieluzzi. Possivelmente um dos homens mais influentes na moda clássica hoje em dia, sendo referência do estilo italiano para diferentes gerações, ele inspira pela tremenda criatividade e carisma mesmo através de costumes formais e tradicionais.

Trajes de alfaiataria impecavelmente precisa são os favoritos. Notem como não vemos sobras de tecido ou partes justas demais. Ao mesmo tempo ele desfila uma grande variação de tons e texturas - sem sair do clássico e nunca chamando atenção pelo exagero. Uma representação definitiva de como um homem que veste traje todos os dias pode variar o figurino e ainda se manter elegante e arrumado. E notem que no meio disso tudo ainda sobra espaço para uma boa quantidade de acessórios como anéis, pulseiras e correntes. Tudo com muito bom gosto e precisão, mostrando que mesmo com a idade um homem pode ser referência de estilo - basta o corte de cada peça respeitar as medidas do corpo. E claro, se alimentar de boas referências nunca é demais.


Decoração pra homem: 5 formas de decorar a mesa de centro

by Eduardo Lautert


Retomando com a nossa também eterna busca por ambientes igualmente elegantes, hoje vamos abordar a mesa de centro.

A mesa de centro muitas vezes é a primeira coisa que vemos quando entramos em uma sala de estar - mas quando se trata de decorar nossas próprias casas, muitas vezes ignoramos essa peça central que rouba a cena. Ao contrário da prática comum, ela não é apenas um apoio para pés - na verdade, uma mesa de centro bem pensada realmente define o tom para todo o espaço.

É por isso que abaixo listamos cinco formas simples para decorar e equipar a mesa de centro:

  • Com literatura: entreter convidados é uma tarefa importante e pode ser dividida com a sua mesa de centro. Livros, revistas e afins cumprem esse papel com elegância e provavelmente vão refletir o estilo do proprietário.

  • Com plantas: plantas everywhere. Na mesa de centro prefira as menores e que não necessitam de tanto sol ou tanta água.

  • Com bebidas (não recomendado para crianças): uma garrafa do seu destilado preferido e um par de copos já criam um belo astral. Acessórios de drinks, porta-copos e balde para gelo complementam, mas cuidado para não exagerar.

  • Com velas e aromatizadores: um bom aroma deixa qualquer ambiente mais agradável. Reserve um canto para velas aromáticas e aromatizadores discretos.

  • Com arte: arte nunca é demais e não precisa ficar só na parede. Esculturas e desenhos, fotos ou gravuras emoldurados (dispostos na horizontal mesmo) servem como ótimos exemplares de arte na mesa de centro.

Abaixo uma breve galeria para inspirar:


Pra dentro ou pra fora?

by Eduardo Lautert


Sextou e você quer ir pra balada. E a camisa/camiseta? Fica melhor pra dentro ou pra fora da calça?

Tanto faz. ‘Como assim tanto faz'? Depende. ‘Af’… Calma, mas é que tudo pode ficar elegante e tudo pode ser cafona. Vai muito do estilo de cada pessoa, do corte da roupa e da ocasião em questão. Para dentro ou para fora dá para a peça não apenas uma estrutura diferente, mas uma vibe diferente quando se trata de formalidade. E enquanto alguns tipos de camisa funcionam nos dois sentidos, alguns devem sempre ser usados de uma maneira.

A camiseta normal é um exemplo. Usar para fora é o mais comum e recomendado (formal ou informalmente), mas colocá-la para dentro pode dar um grau de formalidade interessante. O mesmo vale para a pólo e para as camisas casuais como as flanelas. As camisas sociais, porém, devem estar sempre para dentro da calça.

Pra dentro ou pra fora é muito uma questão de estilo e gosto. O corte e o tamanho da peça, isso sim, vai tornar o visual mais ou menos elegante.


Referência pra homem: Noboru Kakuta

by Eduardo Lautert


Dia de referência. Hoje temos mais um cara que esbanja sabedoria, bom gosto e chama atenção com muita simplicidade - apenas atentando para os tamanhos certos, as cores que melhor combinam e as peças que mais o favorecem.

A verdade é que não conseguimos descobrir muita informação a respeito dele. A não ser o nome: Noboru Kakuta. Trata-se de um dos caras mais vistos nas semanas de moda européias e, por conta do seu estilo, um dos maiores frequentadores dos sites de moda de rua e de fotografia street style.

Em vez das cores fortes, padronagens e estampas ousadas vemos que Noboru se concentra principalmente em tons de cinza e azul. Os sapatos são quase sempre marrons (ótimo para combinar com azul e cinza) de couro camurça, embora o tênis faça uma aparição vez que outra. Suas roupas parecem ser sempre sob medida independente se são formais ou casuais - reforçando a nossa dica de que acertar no tamanho e no fit é meio caminho andado rumo ao posto de referência de estilo.