Decoração pra homem: madeira com cor

by Eduardo Lautert


Chegou a sexta-feira. E de brinde, mandamos mais uma dica bacana de decoração. E não precisa ser só pra homem.

Já falamos sobre madeira. Ela ajuda a ressaltar móveis e outros elementos no ambiente ao mesmo tempo que é muito fácil de combinar. Mas e se pintarmos? E se pintarmos só uma parte? Funciona também? Funciona também. Muitas vezes, colorir móveis como cadeiras, bancos, mesas, armários, estantes, bancadas e até portas pode ser uma opção mais criativa e original para o ambiente.

Claro que vale uma boa dose de bom senso, para não colorir demais. Cores pastéis podem ser ótimas opções. Outra dica está na combinação com a cor da própria madeira. Por vezes, madeiras mais escuras podem combinar mais com tintas claras e madeiras claras com tintas escuras. A galeria logo abaixo pode ajudar a inspirar na hora de escolher os melhores tons.


Referência pra homem: Toby Huntington-Whiteley

by Eduardo Lautert


Depois de todo alvoroço que tomou conta do país no dia de ontem (vamos, Grêmio!) - mais especificamente de Porto Alegre, nossa cidade natal, trazemos a referência de estilo dessa semana: Toby Huntington-Whiteley.

Muitos provavelmente reconhecerão o sobrenome. Sim, Toby é irmão da modelo internacional Rosie Huntington-Whiteley. Ainda não com a reputação e a conta bancária da irmã, ele é um modelo de carreira promissora. Prova disso já é a sua enorme habilidade para se vestir.

Quando fora das passarelas, capas e editoriais de revista, ele demonstra bastante bom gosto para se vestir. Seja para eventos mais formais, com trajes e ternos muito bem cortados e combinados, seja para ocasiões mais despojadas, vestindo jeans, botas, jaquetas e camisetas. Tudo respeitando uma paleta de cores discreta e sóbria, através de tons de cinza, marrom, azul e preto. Confiram tudo isso na galeria abaixo:


O estilo do Gotham Independent Film Awards 2016

by Eduardo Lautert


Mais uma vez abrimos a semana com um tapete vermelho caprichado e recheado de gente bem vestida.

Aconteceu semana passada, em Nova York, a 26ª edição do Gotham Independent Film Awards, que, como o nome já indica, premia e valoriza as produções independentes do cinema americano. No tapete vermelho, atores, diretores, roteiristas e produtores de todos os gêneros e estilos.

Alguns deles a gente apresenta na galeria logo abaixo:


Sessão retrô: bermuda de praia

by Eduardo Lautert


E na praia? O que vestir? Sunga, bermudão, shorts? 
De novo, aqui é tudo uma questão de gosto e conforto. Portanto, não existe um "certo" e um "errado", mas sim um "mais indicado" e um "menos indicado".

Verão é uma estação de cores e estampas, por isso, não tenha medo de ousar um pouco. Mas, se for optar por um short mais colorido, evite "colorir" o resto do figurino também, optando por camisetas básicas, lisas e de cores neutras, assim como calçados, óculos e outros acessórios. Ainda com relação à cor, se escolher um modelo com estampa, procure aqueles com as cores mais neutras, evitando chamar atenção com um carnaval de cores e estampas.

Quanto ao tamanho, o joelho geralmente é uma boa referência de comprimento, não devendo ficar muito abaixo do joelho, nem muito acima. Bermudas muito largas e compridas dão a impressão de que a pessoa está achatada e tem perna curta. Bermudas mais curtas fazem o contrário, alongam o corpo e as pernas, além de eventuais constrangimentos.

Como já dissemos antes, é tudo uma questão de conforto e gosto. E a galeria abaixo pode ajudar bastante no quesito inspiração:


O estilo do AMAs 2016

by Eduardo Lautert


Abrimos a semana com mais um tapete vermelho daqueles.

Aconteceu ontem, em Los Angeles, a 44ª edição do American Music Awards, diretamente do Microsoft Theater. Os principais nomes da música americana estiveram na festa. Muito brilho, muita música e, por incrível que pareça, muita gente bem vestida.

Selecionamos aqui alguns dos destaques (positivos e negativos) dessa que pode ser chamada de uma das maiores premiações da música internacional:


Estilo Lad

by Eduardo Lautert


Retomemos nossa busca por novos (e velhos) estilos de se vestir. Dessa vez embarcaremos numa onda mais esportiva.

Lad vem do inglês britânico. Significa "rapaz", mas traz também uma conotação de esporte, bebida e algumas vezes, até violência. Os hooligans, por exemplo, são um bom exemplo. Em termos de estilo, são caras que aliam a paixão pelo esporte (no caso da maioria dos ingleses, o futebol) com bom gosto para roupas. É uma forma de expressar esse perfil atlético nas roupas através de peças como jaquetas, tênis, camisetas de time, abrigos e etc. Não significa andar de abrigo ou uniforme de futebol. O estilo Lad tem um capricho e uma preocupação muito grande com a imagem, muitas vezes inclusive mesclando com peças nem tão associadas ao esporte como jaqueta de couro e calça jeans.

As décadas de 80 e 90 são algumas das principais referências, contribuindo com características retrôs tanto na sua forma mais formal até a sua representação mais esportiva. A galeria abaixo ajuda a ilustrar isso muito bem, mas peças como moletons, jaquetas de nylon, calça de abrigo, tênis, camisetas de time ou marca esportiva, bonés, toucas, camiseta polo e muitas outras fazem parte desse universo todo. Todas elas, quando combinadas com cuidado e parcimônia, criam um visual não apenas esportivo, mas elegante ao mesmo tempo.


Referência pra homem: Billy Eichner

by Eduardo Lautert


Sim, a gente fez feriadão. Mas fez também uma pesquisa por referências de estilo para essa quarta-feira e chegamos no nome de Billy Eichner.

Billy é um ator, comediante e roteirista americano reconhecido por aparições em diversos programas de televisão como "Conan O'Brien", "Last Call with Carson Daly", "The Wendy Williams Show", "Fashion Police" e mais algumas participações na aclamada série "Parks and Recreation". Sua personalidade cômica e por vezes exagerada, lhe rendeu indicações a grandes prêmios e um reconhecimento do público e da mídia enquanto um dos principais comediantes da atualidade.

Mas é de moda que estamos falando. E Billy também se dá muito bem nesse quesito. Suas aparições públicas mostram um cara seguro da sua imagem. Sempre com figurinos certeiros, ele é daqueles caras que não parece se esforçar na hora de se vestir. A elegância é natural e por isso o resultado é ainda mais interessante e digno do título de referência de estilo. Cores como azul, cinza, marrom e preto prevalecem. Já que são mais sóbrias e fáceis de combinar. Estampas até ganham espaço, mas de forma discreta, sem exageros ou maiores deslizes.

Vale dar uma folheada na nossa galeria e uma busca no Youtube - garantimos algumas boas risadas.


Referência pra homem: Luke Bracey

by Eduardo Lautert


Mais uma vez a quarta-feira nos traz uma referência de estilo. Dessa vez, diretamente da Austrália.

Luke Bracey é um ator australiano nascido em Sidney, cuja carreira apresenta projetos de baixo orçamento e papéis secundários em filmes de menor expressão. Seu nome aparece nos créditos de filmes como "G.I. Joe: Retaliação", "The November Man", "O Melhor de Mim" e "Point Break". Mas apesar do currículo ainda singelo, o ator de 27 anos mostra bastante experiência e sabedoria na hora de se vestir.

Suas presenças em eventos e prêmios é sempre seguida de figurinos inspirados. Seja na forma de ternos e trajes mais formais com o uso de gravatas e sapatos, seja na forma de visuais mais despojados, com tênis, camisetas e jaquetas. As cores seguem um padrão discreto e neutro através do cinza, preto, azul, marrom e branco. Vale destacar também o seu enorme bom gosto e capricho ao optar por peças de tamanho certo. Nem muito justas e nem muito largas. Isso valoriza o homem e o deixa indiscutivelmente mais elegante.


Instagram pra homem: Mundial

by Eduardo Lautert


Nossa segunda-feira chega com mais uma dica quente de conta para seguir no Instagram.

Mundial é o nome de uma das revistas mais elegantes sobre futebol que existe na atualidade. Nascida da paixão de alguns amigos ingleses pelo futebol e pela moda, ela celebra esse casamento por muitas vezes esquecido e ignorado. Porque sim, futebol e moda podem andar muito bem juntos. E a @mundialmag premia os seus quase 20 mil seguidores com imagens diárias dessa mistura tão especial.

Preenchem o feed, fotos das mais variadas épocas, estilos, nacionalidades, penteados e posições. Craques do calibre de Maradona, Ronaldo, Zidane, Cantona, Van Basten, Buffon e muitos outros personificam essa relação do futebol com a moda. Camisetas históricas, chuteiras e demais itens do equipamento de jogo completam esse arsenal de bom gosto futebolístico. 

Vale o follow.


La Land - o filme

by Eduardo Lautert


Tá bem, a gente sabe que semana passada já teve cinema. Mas acontece. É sexta-feira e a indústria insiste em produzir filmes com figurinos caprichados. Fiquem com mais esse:

"La Land" é o nome do mais novo filme protagonizado pelo casal (que não é casal na vida real) Emma Stone e Ryan Gosling - eles já se juntaram em outros dois projetos dignos de post por aqui: "Amor à toda Prova" e "Caça aos Gangsters". Dirigido por Damien Chazelle - o mesmo de "Whiplash", o filme se passa em Los Angeles e conta a história de Mia (Stone) e Sebastian (Gosling). Ela, uma atriz aspirante que trabalha servindo café para astros do cinema. Ele, um pianista de jazz que toca em bares pela cidade.

Um musical, mais ou menos no estilo "500 Dias com Ela", já que visivelmente apresenta um cuidado enorme com o figurino. Ambos personagens sempre aparecem com roupas de extremo bom gosto, muito bem combinadas e adornadas com acessórios precisos. Fora a fotografia e direção de arte, que deixam o resultado na tela agradável e digno de um post na sexta-feira.


Referência pra homem: Gabriele Pasini

by Eduardo Lautert


O feriado até que veio em boa hora, mas nossa referência de estilo não tira folga. No máximo atrasa um dia.

Gabriele Pasini é um designer italiano (mais especificamente de Modena), responsável pela criação da grife italiana Lardini. Seguindo a tradição dos seus compatriotas alfaiates, Gabriele mantém o apreço pelo corte e pelo caimento perfeito, valorizando o corpo através de detalhes de medida e desenho.

No seu guarda-roupas não é diferente. Adepto das estampas, o italiano se mantém nas mais clássicas como xadrez, listrado, riscas e algumas outras variações. Em relação a cores, as mais tradicionais também imperam, mas com algum espaço para tons mais vibrantes como vermelho, amarelo e azuis. Vale muito destacar a forma como Gabriele Pasini não esconde a idade. Cabeça careca e barba branca. Velho? Pode até ser. Mas um velho assumido com extrema elegância. 


Youtube pra homem: Vogue

by Eduardo Lautert


O primeiro dia de novembro vem com mais uma dica de Youtube.

O escolhido da vez é o canal da Vogue. Mas Vogue não é uma revista feminina? Primeiramente: não. Segundo que mesmo que consideremos que sim, é possível retirar muita informação útil para nós, homens modernos sedentos por referências e conteúdos de bom gosto. Com mais de 800 mil subscritos, o canal conta com videos dos mais diversos assuntos. É o caso do "73 questions", comandada por Joe Sabia, no qual 73 perguntas divertidas sobre os mais variados assuntos são desferidas para os seus convidados.

Claro, muita gente bem vestida e muita dica infalível tanto para o público feminino quanto para o público masculino. Mas acima de tudo, esse canal serve como um acervo gigantesco de conteúdos de extremo bom gosto. Entrevistas, curtas, reportagens e outras bobagens. Tudo é feito com enorme capricho, tornando o que incialmente pode ser considerada uma revista de mulher, totalmente relevante para homens de todas as idades.


5 bigodes para novembro

by Eduardo Lautert


Tá certo que ainda estamos em outubro, mas aqui vai uma dica antecipada para caprichar no bigode e apoiar a causa do Novembro Azul.

Listamos aqui cinco tipos de bigode para não faltarem motivos para afiar a navalha e investir no bom e velho mustache para o Movember.


Animais Noturnos - o filme

by Eduardo Lautert


Ah sim, chegou a sexta-feira. E nós, uma vez mais, trazemos uma dica de filme totalmente especial para o final de semana.

Tom Ford é hoje um dos designers mais respeitados do planeta. Sua carreira aponta afiliações com grifes imensas como Gucci e Saint Laurent, bem como projetos muito conceituados ao redor do mundo. Hoje, dedicando boa parte do seu tempo para a sua própria marca (a Tom Ford), ele ainda se divide entre a moda e o cinema. Na verdade ele acaba misturando tudo. Seu último trabalho como diretor vem com o filme "Animais Noturnos", o qual ele também assina o roteiro adaptado do livro "Tony and Susan", do escritor Austin Wright.

No elenco estelar, temos nomes como Jake Gyllenhaal, Amy Adams, Michael Shannon, Aaron Taylor-Johnson, Isla Fisher, Armie Hammer, Laura Linney e Michael Sheen. No clima tenso de um filme de suspense, o filme conta a vida de uma dona de uma galeria de arte (Amy Adams), que é surpreendida pelo novo livro do ex-marido (Jake Gyllenhaal), um thriller violento, que é visto como uma ameaça subliminar.

Portanto, com Tom Ford no comando de tudo isso, só podemos esperar um grande resultado em termos estéticos. Figurinos, fotografia e direção de arte de encher os olhos:


Referência pra homem: Blake Scott

by Eduardo Lautert


Chegou a quarta-feira. Dia de apresentarmos referências de estilo masculino.

Blake Scott é um blogueiro de Los Angeles considerado um dos mais influentes do ramo. Responsável pelo The Scott Effect, ele compartilha fotos e registros de seus figurinos de acordo com a estação do ano, através de viagens e parcerias com grifes, publicações com revistas, jornais e livros. Seu Instagram, o @scotteffect, tem cerca de 27 mil seguidores e já foi apontado como um dos mais inspiradores da atualidade.

Seu estilo é bem eclético, mas segue um padrão clássico de elegância. Blazers, camisas, gravatas e sapatos são os mais frequentes. Tudo com bastante criatividade na hora de mesclar cores e tons mais vibrantes com os mais neutros. Acessórios também ganham espaço na forma de óculos, lenços, pregadores, abotoaduras, relógios, pulseiras e outros. Notem como a variação de tons e estampas mantém um perfil elegante e digno do nosso mural de referências.


Bota com bermuda

by Eduardo Lautert


Ah, pois é. Infelizmente é segunda-feira. E infelizmente também, estamos adentrando nos meses mais quentes do ano.

É verdade. Já está permitido negociar bermuda e camisa de manga curta com o chefe. Tênis e sapato sem meia - até para eventos mais formais. Só não recomendamos botas com bermuda. Não faz muito sentido, na verdade. Bota é um calçado de inverno, que protege e esquenta os pés nos dias mais frios. Tudo bem que elas não precisam ser usadas apenas nessa época do ano, mas combiná-las com bermudas fica, além de contraditório, um resultado estranho, achatando o indivíduo.

Quando for sair de bermuda, recomendamos outras opções de calçado como docksides, alpargatas, sapatos mais informais e outros tipos de tênis. Tá, mas se eu comprei uma bota linda pela internet e ela só chegou em pleno verão? Isso acontece, a gente sabe. Nesse caso abrimos uma excessão: vista uma calça. Muito melhor usar calça no verão e estar combinando do que usar uma bermuda e acabar com um resultado muito menos elegante.

As imagens logo abaixo ajudam a contar isso:


Referência pra homem: Jason Atherton

by Eduardo Lautert


Sim, gente. Mais uma vez a nossa referência vem da Inglaterra. Não culpem a gente, agradeçam eles.

O nome dele é Jason Atherton e ele é um dos principais chefs de cozinha da atualidade, sendo responsável por 15 restaurantes ao redor do mundo. Ao redor do mundo mesmo. Eles estão distribuídos entre Reino Unido (7), Nova York (1), Hong Kong (3), Shanghai (2), Dubai (1) e Sydney (1). Conhecido por trabalhar com Gordon Ramsey em alguns projetos e também por apresentar a série "My Kitchen Rules", de um canal de televisão britânico, Jason também merece muitos créditos por ser um chef de muito bom gosto também na hora de se vestir.

Quando não veste avental, ele se mostra bastante informado e bem assessorado em termos de estilo. Suas combinações variam bastante. Ele mesmo diz que gosta de mesclar características retrô com características contemporâneas. Seus trajes mais formais são certamente feitos sob medida, já que demonstram tremenda precisão no caimento e no corte. Quando parte para figurinos mais despojados, ele ainda se destaca através de jaquetas, botas, camisetas e alguns acessórios pontuais.


Sessão retrô: pregador de gravata

by Eduardo Lautert


Nossa sessão retrô de hoje é sim um pouco retrô. Mas também pode ser moderna, dependendo do ponto de vista.

Isso porque o pregador de gravata já foi um acessório bastante popular no passado. Hoje em dia ele funciona mais como um detalhe que pode transformar um costume inicialmente comum. Muito popular entre os homens de negócios (white-collar) e executivos, foi febre nos anos 50 e 60. Perdeu força (infelizmente) nos anos 80 e 90, maspode ser visto com alguma frequência nessa década.

A maioria deles possui algum formato ou imagem, como um símbolo da profissão, do signo, etc. Aconselha-se investir nos mais neutros, que possuem poucos detalhes, evitando quebrar muito o visual com formas e desenhos. A questão das cores pode variar, pois para os que gostam de peças mais coloridas e menos tradicionais, é possível optar por modelos com cores como azul, vermelho, verde e afins. É fundamental que ele possa combinar com a gravata e com o resto do traje. Para os mais tradicionais, indica-se os modelos prateados, mais até do que os dourados, pois são menos chamativos e mais discretos.

Quanto ao tamanho, não é muito bom que o pregador seja mais largo do que a gravata, melhor ser da mesma largura ou menor, desde que possa segurá-la com firmeza. Falando nisso, um detalhe básico e muito importante: o pregador serve para segurar a gravata e não só para enfeitar a roupa. Por isso, deve ser colocado segurando as duas partes da mesma (frente e trás) e a camisa, na abertura entre dois botões. A altura mais indicada é na linha do bolso da camisa ou do blazer. Nem muito pra cima, nem muito pra baixo.


O estilo do Desert Trip 2016

by Eduardo Lautert


O fim de semana acabou. A segunda-feira chegou. Mas calma, junto com ela a gente traz uma pauta digna de animar a semana inteira.

Terminou ontem, no deserto de Indio (mesmo do Coachella), na Califórnia, a primeira (e esperemos que não seja a única) edição do Desert Trip, um festival pequeno, com apenas seis bandas no line up. Nomes singelos e modestos como Paul McCartney, Rolling Stones, Bob Dylan, The Who, Neil Young e Roger Waters se apresentaram nos dois últimos fins de semana. Para vídeos do evento, acesse esse link.

Apelidado de "Novo Woodstock", o festival nos presenteou com momentos como esses:


Referência pra homem: Alfie Allen

by Eduardo Lautert


Adiando a nossa quarta-feira para quinta garças ao feriado, trazemos hoje mais uma enorme referência de estilo: Alfie Allen.

Diretamente de Londres, Alfie Allen é rapidamente reconhecido pelos fãs daquela série... Como é mesmo o nome...? "Game of Thrones"? Deve ser isso. Antes de viver Theon Greyjoy em GoT, Allen apenas havia participado de filmes menor orçamento.

Representante de um estilo jovem inglês bastante icônico e de repleto de adeptos, ele une elementos esportivos com elegância e sabedoria. E quando a ocasião necessita de mais requinte, sua transição acontece naturalmente, transformando-o em uma referência consistente para figurinos de maior formalidade. Na sua paleta de cores, Allen se espelha no clima londrino. Na maioria das vezes são tons acinzentados e escuros que predominam. É raro vermos cores como vermelho e amarelo, por exemplo, em suas combinações. Deixo-lhes com a galeria logo abaixo como fonte mais extensa de inspiração: