Instagram pra homem: wallstreetpaper

by Eduardo Lautert


Alegria. Retomada a busca pelos perfis mais elegantes do Instagram.

Brandon Bryant é o nome por trás do Wall Street Paper (@wallstreetpaper), um perfil muito elegante no Instagram que também possui um site (o wallstreet-paper.com). Na rede social de fotos, nosso foco de hoje, ele possui mais de 40 mil seguidores em pouco mais de 500 publicações.

No feed, fotos completamente autorais, nas quais a grande maioria apresenta o próprio Brandon vestindo os mais variados e elegantes trajes. Além de variar cores e estampas, Brandon também mostra sabedoria na hora de investir nos acessórios. Sem exageros, é claro.


Café Society - o filme

by Eduardo Lautert


Aproveitando o delicioso clima da sexta-feira pós-feriado e pré-fim de semana, uma dica de filme com roteiro, direção, elenco e claro, figurino de primeira.

"Café Society" é o nome do novo filme do mestre Woody Allen. Escrito e dirigido pelo aclamado senhor, ele também conta com um elenco de peso com nomes como Jesse Eisenberg, Steve Carell, Blake Lively, Parker Posey, Kristen Stewart e Corey Stoll. Ambientado nos anos 30, o filme conta a vida de Bobby (Eisenberg), um jovem que se muda para Hollywood para trabalhar com o tio (Carell), um empresário de atores de cinema.

O trailer e as imagens logo abaixo entregam o jogo. Também, um filme que se passa nos anos 30, em plena Hollywood, não poderia ser menos do que elegante e servir de referência para nós homens do ano 2016. Ternos dos mais variados estilos, cortes, tecidos, cores, estampas e etc. Acessórios de pura classe como chapéus, óculos e relógios. Sem falar nos penteados caprichadíssimos que todo homem digno naquela época deveria conservar.

Glamour, piadas, conflitos pessoais e um figurino fantástico. Tudo com a assinatura de Woddy Allen. 


Referência pra homem: Édgar Ramírez

by Eduardo Lautert


A quarta-feira chega para encher o feriado de referência.

Édgar Filiberto Ramírez Arellano (ou apenas Édgar Ramírez) é um ator venezuelano de carreira consolidada através de papéis secundários e protagonismo em projetos independentes e de menor expressão. Em seu currículo encontram-se filmes renomados como "A Hora Mais Escura", "Che", "Carlos" e "O Conselheiro do Crime". Considerado um dos grandes nomes do cinema em seu país, Édgar tem chamado a atenção por suas elegantes recentes aparições - algumas delas no Festival de Cannes desse ano.

Seus ternos têm mostrado seu enorme bom gosto na hora de combinar cores e até estampas. As medidas também demonstram muito capricho e atenção, evidenciando ainda mais a sua elegância. Em trajes mais informais e despojados, ele permanece naquele padrão de simplicidade e conservadorismo no melhor sentido da palavra. Camisetas, camisas, jaquetas, calças e calçados sem grandes informações nem detalhes chamativos. Atributos, como todos sabem, de um homem que gostamos de classificar como referência de estilo.


O estilo do Billboard Music Awards 2016

by Eduardo Lautert


Ah, pois é. Depois de um tapete vermelho do cinema, direto de Cannes, um tapete vermelho da música, direto de Las Vegas.

Aconteceu domingo, na T-Mobile Arena, mais uma edição do Billboard Music Awards - um dos maiores prêmios da música pop internacional. E como não poderia deixar de ser, algumas das principais celebridades do meio musical estiveram por lá. E como também não poderia deixar de ser, muitas delas aparecem listadas aqui embaixo, onde analisamos cada um dos seus figurinos:


O estilo do Festival de Cannes 2016

by Eduardo Lautert


Calma, a segunda-feira não está tão melancólica assim. Além de um feriado logo ali adiante, temos um elegantíssimo tapete vermelho para hoje.

Terminou ontem, na Riviera Francesa, mais uma edição do prestigiado Festival de Cannes. Além de alguns dos principais nomes do cinema, também tivemos passando por lá alguns dos nossos maiores ícones de estilo. Boa parte deles a gente lista aqui embaixo:


Jeans com jeans

by Eduardo Lautert


Celebrando a chegada de mais uma sexta-feira, o fato de que a semana que vem é mais curta e também o Dia Mundial do Jeans (comemorado hoje pois foi a data em que a calça jeans foi patenteada nos EUA, em 1873), nossa pauta hoje se volta para esse tão amado item do nosso guarda-roupas.

Como sempre quando o assunto é combinar, tudo depende do tamanho, do corte e de uma boa dose de crítica. Explicamos: de nada adianta sair colocando um monte de peça de jeans e achar que vai ficar bonito porque leu que é tendência. Primeiro porque jeans com jeans nunca foi, vai ser ou deixará de ser tendência. É tudo uma questão de sensibilidade para aderir ao estilo, sem fugir da própria personalidade. Segundo que o tamanho e o corte das peças pode fazer toda diferença: uma jaqueta e uma calça largonas podem ficar chamativos de uma maneira equivocada - o mesmo vale para peças com textura ou lavagem chamativa demais. O contrário também: calças, camisas e jaquetas muito apertadas também não estão com nada, só evidenciam um exagero totalmente desnecessário.

Se achar estranho demais, um bom caminho é variar as cores. Jeans preto com jeans azul funciona muito bem. O mesmo com o branco, o marrom e assim por diante. Só não todos de uma vez.

Invista na combinação, mas lembrando que nem sempre ela pode dar certo. Mas quando dá, o resultado pode ficar assim:


Nós de cachecol: parisiense

by Eduardo Lautert


Lembram desse esquema? Chega o inverno e a nossa pauta se volta para itens indispensáveis para o frio. E um deles não poderia deixar de ser o cachecol. Mas como enrolá-lo? Que nós são possíveis? 

Nosso primeiro 'nó' é talvez um dos mais tradicionais. Também um dos mais fáceis de executar. Pelo menos a um primeiro olhar. E assim como a grande maioria deles, é unisex. Afinal, o que faz um cachecol ser masculino ou feminino é o modelo, a estampa, as cores e o estilo, muito mais do que o nó.

Conhecido como o parisian knot (nó parisiense), trata-se de um dos mais tradicionais modos de amarrar o cachecol e se proteger do vento gelado do inverno. Para prendê-lo no pescoço, dobre-o ao meio, diminuindo seu comprimento pela metade. Após - já com o cachecol no pescoço - passe a extremidade final por dentro da abertura do cachecol. Ajuste até a altura ideal. Pronto, sem complicações e pronto para encarar o frio com a elegância necessária.


Referência pra homem: Mo McRae

by Eduardo Lautert


Quarta-feira de decisões futebolísticas no Brasil e na Europa. Mas claro que todos os olhos se voltam para a nossa nova referência de estilo.

Mo McRae é um ator, produtor e roteirista americano de fama ainda pouco reconhecida. Seus trabalhos mais reconhecidos estão em séries como "Sons of Anarchy", "CSI: NY" e "Ray Donovan". Mas o estilo, esse sim é bastante e merecidamente reconhecido. Não à toa que seu nome vem sido citado em importantes sites e revistas de moda masculina ao redor do planeta.

Suas aparições públicas são geralmente acompanhadas de figurinos inspirados. Seja para eventos formais com traje black tie ou terno e gravata, seja para ocasiões mais despojadas com jaquetas e calça jeans, por exemplo. Cores e estampas cumprem um papel importante. E McRae é um sábio usuário delas. O seu segredo está na sabedoria na hora de evitar o excesso de informação. Tons ou estampas muito chamativas normalmente ficam isoladas por peças discretas. Tudo sem falar no seu bom gosto para escolher um alfaiate caprichoso ao lado.


Sobretudo

by Eduardo Lautert


Ah, o inverno. Há quem diga que é a época mais elegante do ano. Concordamos, mas desde que as pessoas saibam o que vestir.

E o sobretudo (também conhecido como overcoat) é uma das melhores formas de fazer valer essa afirmação. Criados no século 19, eles se caracterizam por serem casacos pesados, que geralmente passam da linha do joelho. Lã é a sua matéria-prima mais tradicional, porém hoje em dia podemos vê-los compostos de materiais sintéticos de diferentes tipos e texturas.

Pode não parecer, mas a grande maioria dos sobretudos também se caracteriza pela versatilidade. Logicamente que não estamos falando de nenhum casaco esportivo, mas vejam um exemplo: além de um perfeito aliado para ternos e trajes mais formais, também podem fazer parte de um visual mais despojado, com jeans, camiseta e (dependendo do modelo) um par de tênis. Suas cores mais comuns são preto, marinho, marrom/bege e cinza, mas novos padrões de estampas e cores têm ganhado mais espaço.


Receita pra homem: omelete

by Eduardo Lautert


Na sexta-feira 13, a gente não dá chance pro azar. Dá uma receita de bandeja para o fim de semana.

Estudos feitos em uma universidade qualquer de algum lugar por aí comprovam que o omelete é o melhor alimento para curar a ressaca. Talvez pelas suas propriedades nutricionais e etc, mas também pelo fato de ser extremamente fácil de fazer. Alguns ovos, um pouco de queijo e manteiga e pronto, já temos um omelete decente. Mas é claro que essa onda de gourmetização atingiu os omeletes. Para o mau ou para o bem, é claro.

Primeiro podemos começar a variação de ingredientes na ala dos frios. Queijos mussarela e parmesão são ótimas e tradicionais pedidas, mas opções como gorgonzola, de búfala e até brie podem gerar resultados igualmente deliciosos. Legumes, frutas e demais alimentos dos mais variados tipos podem entrar na panela. Pimentão, cebola, alho, beringela, abobrinha, cogumelos e aspargos são alguns deles. Carnes como frango, presunto, mortadela, salsicha, linguiça, copa, porco e alguns tipos de peixe combinam muito bem. E não precisamos temer os doces. Mel e geléias são ótimas companhias, por exemplo. 

De resto é caprichar e ser criativo. Até um simples omelete pode virar uma refeição elegante.


Saia

by Eduardo Lautert


Seguidamente lembramos aqui itens do vestuário masculino que se encaixam perfeitamente no guarda-roupas feminino. E vice-versa. O popular unisex. Acontece que nem sempre uma peça é tão unisex assim. Nem sempre ela joga para os dois times. É o caso, na nossa opinião, da saia.

Criadas há milhares de anos antes de Cristo, as saias já entraram e saíram do vestuário popular masculino inúmeras vezes. E isso que não estamos falando dos tradicionais kilts, da Escócia e Irlanda, e dos izaar, dos países árabes. Saias masculinas hoje em dia representam um estilo talvez ousado demais, na nossa opinião. Independente do modelo, trata-se de um estilo não muito valorizado por aqui. Bem como as calças legging ou as cropped t-shirts. Mas é aquele velho assunto: gosto é gosto e cada um veste o que preferir, não devendo se valer inteiramente dos comentários de blogueiros por aí.

De qualquer forma, mantemos a nossa opinião. As imagens abaixo valem para que cada um tire as suas conclusões:


Referência pra homem: Future

by Eduardo Lautert


Retomando aquela nossa incansável e interminável busca por exemplos de homens elegantes ao redor do mundo.

Dessa vez, adentramos o mundo do rap. Future, é o nome da fera. Ou melhor, Nayvadius DeMun Wilburn é o nome da fera. Renomado rapper americano, ele é não apenas uma das boas novidades do gênero musical, mas também um digno representante desses estilo no mundo fashion. Sim, porque além de ser considerado um dos caras mais bem vestidos da atualidade, Future também é presença garantida em importantes eventos de moda pelo planeta.

E o seu visual claramente remete ao seu meio musical. Hip-hop é uma cultura forte, com importantes referências, principalmente em termos de figurino. Mas Nayvadius faz isso sem extrapolar. Tomem Kanye West como exemplo. Todos sabem que o cara manja do assunto 'moda', mas suas mais recentes aparições são repletas de figurinos polêmicos e extremamente exagerados. Algo que não acontece (pelo menos por enquanto) com a nossa referência de hoje. Correntões de ouro e acessórios chamativos? Sim, estão presentes, mas geralmente acompanhados de ternos muito bem cortados e costumes cheios de elegância. Características de alguém que sabe como se vestir e se comportar. É só observar a nossa galeria logo abaixo para comprovar:


Cores que combinam: cinza e marrom

by Eduardo Lautert


Sigamos a nossa saga e busca de cores que combinam tanto no inverno quanto no verão.

Marrom e cinza são duas cores inicialmente distantes. A primeira, da família das cores quentes, mais vibrantes como vermelho e verde. A segunda, bem mais neutra e até certo ponto discreta, como preto e branco. Mas nem por isso a união de ambas se revela uma combinação equivocada. Muito pelo contrário.

Mais comum no inverno, peças como casacos, calças, botas, gorros e mantas são utensílios bastante favoráveis na hora de investir nessa junção. Ao mesmo tempo, não podemos descartá-las durante o verão. Sapatos marrons, com ternos cinzas, revelam-se itens leves e complementares para os dias mais quentes, criando uma combinação mais despojada e tão elegantes quanto o mesmo conjunto com sapato preto. O mesmo vale para camisetas, camisas, calças e bermudas. Independente da ordem das cores.

Aqui, assim como na grande maioria das combinações, a regra é experimentar e fugir do exagerado. Depois disso, é meio caminho andado.


O estilo do BAFTA Television Awards 2016

by Eduardo Lautert


Ah pois é. A coisa em Brasília pode estar a maior confusão, mas nos outros tapetes vermelhos do mundo o pessoal anda caprichando muito mais nos discursos e nos trajes.

Aconteceu ontem, em Londres, mais uma edição do BAFTA Television Awards. O prêmio da academia britânica para os principais projetos do ramo televisivo da região. Portanto, como podemos imaginar, a lista de convidados contou com grandes nomes do entretenimento internacional. E grande parte deles ainda fez questão de caprichar no figurino:


Referência pra casal: Rose Byrne e Bobby Cannavale

by Eduardo Lautert


É sexta-feira. E sexta-feira combina com clima de romance.

Rose Byrne e Bobby Cannavale são o casal escolhido da vez. Ambos atores de Hollywood, com carreiras de sucesso e importantes projetos no currículo. Ela é australiana, e conhecida por papéis em filmes como "X-Men: Primeira Classe", "Vizinhos" e "O Lugar Onde Tudo Termina". Ele é americano, de origem latina. Além de estrelar a série "Vinyl", também aparece em filmes como "Blue Jasmine" e "Chef". 

Rose segue o perfil discreto e clássico, com trajes como calça jeans, jaquetas e vestidos para o dia a dia, enquanto que para os principais tapetes vermelhos do mundo, opta por elegantes vestidos das mais variadas cores e estilos, sem jamais escorregar para o exagerado. Bobby, ao mesmo tempo, segue um padrão parecido. No dia a dia, peças básicas como jeans, jaquetas e camisas, enquanto que para eventos mais formais, o ator investe em ternos de corte moderno, também sem nunca ousar demais.

E é na companhia desse casal elegante e talentosíssimo que adentramos o final de semana.


Referência pra homem: Alex Sharp

by Eduardo Lautert


Quinta-feira não é o nosso dia oficial de referências. Mas por motivos de força maior, transferimos para hoje. Até porque, referência é sempre bom.

Alex Sharp, como o nome sugere, é um cara que está sempre impecável. Ele é um jovem ator britânico de carreira ainda iniciante, conhecido por papéis em peças da Broadway. E mesmo com essa jovialidade e, digamos, inexperiência, ele tem se mostrado uma fonte importante de referência de estilo e bom gosto. Sua aparição no Met Ball de ontem, é um exemplo disso.

Em outros momentos, Alex é um exímio usuário dos trajes slim, com medidas perfeitas e bom gosto na hora das combinações. Flutuando entre cores sóbrias e que facilitam outras combinações como azul, preto, cinza e marrom, ele mostra que é possível variar estilos e até as peças sem perder a identidade e o bom gosto. A galeria abaixo ajuda a contar tudo isso:


O estilo do Met Ball 2016

by Eduardo Lautert


Isso mesmo, um dia depois do tapete vermelho da Casa Branca, nossa pauta agora aborda o tapete vermelho do Met - Metropolitan Museum of Art.

Realizado anualmente em Nova York, o Met Ball é um dos mais tradicionais eventos beneficentes da atualidade. Com presença de grandes nomes da moda, música, cinema, artes e afins, o baile do Met é também garantia de alguns dos costumes mais inspirados do ano. Tanto no gênero masculino, quanto feminino. E alguns deles a gente lista aqui embaixo:


O estilo do White House Correspondent's Dinner 2016

by Eduardo Lautert


E o mês de maio começa com mais um tapete vermelho. Um dos mais exclusivos do mundo, provavelmente.

Aconteceu ontem na Casa Branca, em Washington, mais uma edição do White House Correspondent's Dinner, um jantar anual organizado pela White House Correspondent's Association - associação dos jornalistas que cobrem a Casa Branca diariamente.

Além de marcar a última participação do atual presidente Barack Obama, o jantar também contou com a presença de grandes personalidades do esporte, do cinema e da música. Alguns deles, mostrados logo abaixo junto de seus costumes de gala:


Instagram pra homem: Louis-Nicolas Darbon

by Eduardo Lautert


E nessa quinta-feira de abril, nossa saga por perfis elegantes no Instagram ganha mais um nome: @louisnicolasdarbon.

Louis-Nicolas Darbon é um artista e blogueiro nascido em Paris, mas criado em Londres, que sabe muito bem como presentear seus quase 150 mil seguidores com as caprichadas imagens que misturam o melhor da arte e da moda. Não à toa, o seu perfil na rede social de fotos é considerado um dos mais ricos em referências e criatividade.

Focando na parte fashion do feed, Louis-Nicolas Darbon é craque na arte de se vestir. Desde os trajes mais icônicos de alfaiataria aos conjuntos mais despojados. Dos ternos dignos da Savile Row, as jaquetas e botas de Camden Town. Sem falar no seu penteado afro que serve como referência capilar para muita gente.


Referência pra homem: David Furnish

by Eduardo Lautert


Quarta-feira de Champions League, Libertadores e referência de estilo.

David Furnish é um cineasta e diretor canadense desde 2005 casado com ninguém mais ninguém menos do que Sir Elton John. Isso mesmo, desde 2005 eles formam um dos casais mais icônicos do Reino Unido. E diferente do que muita gente pensa, ele passa longe dos figurinos exagerados e espalhafatosos do marido. Considerado pela GQ britânica como um dos homens mais elegantes da terra da Rainha, ele é sim uma enorme referência de estilo.

Suas aparições públicas são sempre dignas de um ícone de estilo. Primeiramente os ternos. Seguindo os tradicionais padrões da alfaiataria inglesa, David mostra tremenda sabedoria tanto na hora de acertar nas medidas, quando nas combinações. Seja para eventos mais despojados ou para os principais tapetes vermelhos do planeta. Tudo muito bem pensado e longe das famosas escolhas do seu companheiro.