A aposentadoria de David Beckham

by Eduardo Lautert


Saiu ontem a notícia de que o futebolista inglês vai mesmo se aposentar.

A verdade é que sua aposentadoria não representa uma perda considerável para o futebol. Já era hora. Aos 38 anos, Beckham não é mais o mesmo. Andava se machucando muito e jogando pouco. Ele nunca foi um craque, um grande jogador, se bem que venceu em todos os times que jogou.

Ultimamente o cara andava fazendo mais sucesso fora dos campos. E mesmo que muita gente não concorde a respeito das suas capacidades futebolísticas, ninguém diverge quanto ao bom gosto do cara na hora de se vestir. E essa habilidade foi surgindo com o tempo. Ele foi de jogador de futebol cafona a ícone de estilo masculino. É por isso que no post de hoje faremos uma breve retrospectiva do estilo do cara, que evoluiu muito através dos anos.

Já falamos aqui que o couro em excesso nunca fica bem. Ainda mais em dose dupla.

Deixando o couro um pouco de lado, Beckham comete outra falha: bandana na cabeça é coisa de pirata.

As trancinhas duraram pouco tempo. Suficiente para a gente saber que elas não merecem ser copiadas.

Pouco tempo depois, o jogador cultivou um rabinho de cavalo bastante contraditório. Sem falar que uniforme todo branco é coisa só do Real Madrid (seu time na época).

Aqui já vemos uma evolução no figurino. Pelo menos na parte superior. A calça muito larga foi a penalidade.

Nessa imagem podemos ver um Beckham mais evoluído ainda em termos de elegância. A calça não é mais tão larga e as cores são ideais.  Faltou caprichar mais no calçado.

Foi lá por 2010 que ele se consolidou como um cara bem vestido de verdade. Jeans e acessórios pontuais viraram uma marca registrada.

Os penteados ficaram mais discretos e até a barba ganhou mais liberdade. Dois belos avanços.

Hoje podemos dizer que Beckham é um dos maiores ícones de estilo da atualidade. Sua presença (fora de campo) é sempre garantia de bons figurinos e serve de lição para muito boleiro.