Colarinho francês

by Eduardo Lautert


Seguindo a nossa apresentação de tipos de colarinhos e suas respectivas nacionalidades (falamos do italiano e do americano), hoje falaremos de outro modelo, o francês.

Só pelo nome já dá pra imaginar que deve ser coisa fina, chique e tradicional. Na mosca. Esse tipo de colarinho é o mais comum de todos, o que não faz dele, um modelo menos elegante. Muito pelo contrário, ele fica na frente dos outros pois é o mais aberto a possibilidades, tanto de gravatas, nós, ocasiões e etc.

Camisas com colarinho francês são mais fáceis de usar. Gravatas slim e gravatas mais largas funcionam e combinam igualmente. Também podem ser usadas sem gravata, ficando com um ar mais despojado, meio que "tirei a gravata depois do trabalho e continuo estiloso". O francês também pode funcionar com as sobreposições, seja com uma malha ou moletom, casacos, coletesblazers e jaquetas.

E para quem está em falta com as camisas, a Ghola tem uma variedade enorme de modelos, tecidos, cores e texturas. Vale a pena dar uma olhada no site e garimpar nas principais lojas. Eu sou suspeito, fui presenteado com uma camisa linda. Mas posso garantir: é nota 10.