O tal do homem-sereio

by Eduardo Lautert


Quem vaga por este blog sabe o quanto nos importamos com tendências e regrinhas que surgem no mundo (da moda). Quem não vaga, a gente conta: nada.

E mais recentemente fomos surpreendidos por mais uma dessas "tendências", no mínimo, duvidosas: o homem-sereio. Não entendeu? Pois é. Trata-se da arte de pintar o cabelo e a barba de tons de azul, turquesa e roxo.

Nada contra, é claro, mas quem nos acompanha diariamente, sabe que somos totalmente à favor da naturalidade dos fios. Brancos, pretos, castanhos, loiros, ruivos ou sem fios mesmo. E pintá-los de azul, turquesa e roxo não nos atrai muito. Nem um pouco, para falar a verdade.
Ao mesmo tempo, deixamos claro que também somos totalmente à favor do livre arbítrio inclusive em questões estéticas como a cor do cabelo e da barba. Portanto, se você aí gostou dessa história de homem-sereio, vai fundo.