O estilo do Coachella 2015

by Eduardo Lautert


Como antecipado por nós na última sexta-feira, o fim de semana foi de muita música e estilo para as bandas da Califórnia.

O último final de semana do Coachella foi, mais uma vez, um sucesso de público e de todo resto que se propõe. Com um line up poderoso, o festival mostrou que merece todos os elogios que o colocam entre os maiores do mundo. E nada melhor do que aproveitar a segunda-feira (vulgo véspera de feriado) junto dos melhores momentos desse evento grandioso.

Com vocês, o estilo do Coachella 2015:

Principal nome no cartaz do festival, o AC/DC matou a saudade de milhares de fãs com aquela tradicional máquina de hits e riffs pesados. No estilo, talvez um dos guitarristas mais icônicos da história do rock possa explicar.

Quase na mesma onda irônica do estilo de Angus Young, mostrado acima, o rapper Tyler the Creator também apostou no figurino funny para subir ao palco. Escolha polêmica, mas que combina muito com o estilo do cara.

Um pouco distantes dos palcos internacionais há algum tempo, os caras do Tame Impala se apresentaram no Coachella mostrando o talento e a elegância que os colocaram entre as principais bandas da atualidade.

Uma das principais novidades da música atual, o Royal Blood, vestiu preto da cabeça aos pés para desferir os seus potentes riffs e batidas para o público diurno do festival. E apesar do calor desértico da Califórnia, o figurino estava perfeito para uma banda de rock.

E por falar em Califórnia, o que dizer sobre o blazer de Paul Banks, do Interpol? Talvez em tom de brincadeira, para combinar com a natureza local, ele investiu em uma pegada mais tropical. Mas por pouco tempo. Logo em seguida o tradicional e sempre elegante preto tomou conta do palco.

Outra das atrações mais esperadas do festival, Drake foi mais um que apostou no preto para embalar a plateia ao som de um hip hop da mais alta qualidade. Muito melhor do que aqueles correntões e calças folgadas.

Depois de uma avassaladora passagem pelo Brasil, Tom Meighan (foto) e seus comparsas de Kasabian, abalaram as estruturas do Coachella. O visual, como todos podem imaginar, também foi destaque.

Também responsável por um estrago (no melhor dos sentidos) em terras brasileiras, Jack White concluiu a sua turnê em grande estilo. Um dos shows mais elogiados dessa edição do Coachella com um dos figurinos mais inspirados.