Gravata de tricô

by Eduardo Lautert


Pera aí, tricô? Sim, tricô. Ou malha, se preferir.

Trata-se de um tipo de gravata muito popular nos anos 60, lá com os Beatles e outras bandinhas da época. Elas são feitas de fios grossos entrelaçados, quase parecendo um tricô feito pela vó.

Bem parecidas com a maioria das gravatas slim, pois são mais estreitas e de longe não se percebe os fios grossos, esse tipo de gravata geralmente termina com um corte reto embaixo e não com o tradicional 'V' da maioria dos outros modelos.

Claro que ela é um pouco mais informal, pois parece quase artesanal, mas a verdade é que é perfeitamente possível compor um visual arrumado com esse tipo de acessório. Ela contribui para aquela quebrada (no bom sentido) no conjunto, fica diferente e até mais alegre (menos sério). Como sempre, tente manter o nível das combinações, optando por uma uniformidade de cores na maioria das peças, como sempre indicamos aqui.

Vale a pena apostar, principalmente pra quem gosta de mudar um pouco o figurino e não tem medo de experimentar coisas novas.