Aquecimento Grammy 2014

by Eduardo Lautert


Ah, sexta-feira. Dia de pegar as malas e fugir pra praia. Dia também de ficar em casa (no ar-condicionado) e assistir a um bom filme. E no domingo, ao principal prêmio da música internacional.

Nesse dia 26 acontece a 56ª edição do Grammy, o grande prêmio da indústria fonográfica. E antes de conferir os melhores estilos da festa, a gente fecha a semana com um breve aquecimento. Com vocês, os melhores (e piores) do Grammy 2013:

A turma country do Mumford and Sons caprichou no figurino para receber o prêmio. Trajando as tradicionais roupas de caubói, o quarteto mostrou que é possível mesclar diferentes estilos e ainda se sair bem.

John Mayer é sempre um cara que merece atenção. Ano passado ele acertou em quase tudo. Quase. Só faltou escolher uma gravata menos chamativa. Preta e lisa seria o ideal.

Jack White é mesmo um adepto do tom sobre tom. Na noite do ano passado, Jack vestiu um terno todo preto com maestria. Tudo bem cortado e nas medidas certas. Destaque para o lenço no bolso. O chapéu poderia ter ficado em casa...

Considerado um dos rappers mais elegantes da atualidade, Jay Z não decepcionou. Com um smoking de lapelas largas e detalhes nos botões da camisa, Jay Z foi um dos destaques. E não só pelas três estatuetas que levou.

Johnny Depp é sempre uma mistura. Com um visual à lá Keith Richards, o ator se encheu de trapos e penduricalhos para subir no palco. Um certo exagero, mas que cai bem no sujeito.

Drake é mais um representante daquela turma de rappers que passa longe das roupas largas e espalhafatosas. Na edição passada o cara arrancou aplausos por seu blazer discreto e contrastante.

Justin Timberlake vive andando sobre uma linha tênue. Seguidamente vemos o cantor/ator vestindo ternos elegantes e sem qualquer repreensão. Acontece que, às vezes, o cara vai lá e veste isso. Faltou capricho na hora de sair de casa.