A tal da air tie

by Eduardo Lautert


A gente até que tentou ignorar, mas o fuzz é tamanho que merece um post.

Pois é, assim como existe a "air guitar", agora existe a tal da air tie. Que nada mais é do que a ausência de gravata no figurino. Ok, é um pouco mais do que isso. Trata-se do figurino inteiro preparado para receber uma gravata - camisa fechada até o colarinho - e não receber gravata nenhuma. Ou melhor, uma "air tie", ou gravata aérea, traduzindo literal e toscamente.

Os primeiros registros do movimento podem ser encontrados na década de 60. Um jovem Mick Jagger desfilava pelos palcos do mundo abotoando a camisa até o topo sem o uso da gravata. Ousado. Depois, lá pelos anos 80, veio o diretor David Lynch, que tem originalidade e ousadia quase como sobrenomes. Hoje podemos ver casos modernos de air tie quando falamos em caras como Ryan Gosling, A$AP Rocky, Ryan Reynolds e Joe Jonas.

Agora, se for perguntar o que a gente acha do estilo... Bom, falando sinceramente, vale mais investir numa gravata de verdade ou abrir um ou dois botões da camisa. Tradicional, é verdade. Mas às vezes é o melhor que se tem a fazer.