O estilo do Glastonbury 2014

by Eduardo Lautert


Ah se toda segunda-feira pudesse começar com Copa do Mundo e Glastonbury. Infelizmente essa é uma combinação que só acontece de quatro em quatro anos. E olhe lá.

Como prometido, hoje voltamos com um dos festivais de música mais importantes do planeta para examinar o estilo dos principais nomes a subirem no palco dos três dias de evento.

Vamos a eles:

Responsáveis pela abertura de surpresa do Glastonbury 2014, Ricky Wilson e seus colegas de Kaiser Chiefs não estavam nem no line up, mas fizeram bonito. Merecendo o posto de uma das bandas mais elegantes e animadas da atualidade.

Na contramão da animação e do estilo tivemos os americanos do Interpol. Muito mais sombrios e discretos, Paul Banks e companhia voltaram aos palcos com o habitual estilo dark, com roupas escuras e um som marcante, mostrando que fizeram falta nos festivais mais recentes.

O escocês Paolo Nutini soltou a voz a bordo de um visual elogiável. Jaqueta de couro estilo perfecto foi o principal destaque - um clássico que faz parte do figurino de qualquer popstar de verdade.

Responsáveis pelo som mais pesado do festival, a turma do Metallica mais uma vez mostrou que para tocar metal não é preciso vestir roupa toda preta com maquiagem no rosto e cabelo comprido. James Hetfield e Kirk Hammett que o digam. Excelentes figurinos rock'n'roll sem nada de exagero.

Considerada uma das bandas mais influentes da atualidade, os canadenses do Arcade Fire mais uma vez colocaram o figurino circense para se apresentar. Um certo exagero, temos que concordar, mas que combina perfeitamente com o som criativo e de qualidade que a turma tem tocado.

Membro da ala pré-histórica do evento, Robert Plant desfilou pelos palcos do Glastonbury com uma camisa bastante estampada. Mas é o Robert Plant, o cara por trás da voz incrível e de tantos hinos eternos do rock. Então a gente deixa passar.

Jack White vestiu preto. Ok, tirando a piadinha sem graça, Jack acertou em cheio na roupa escolhida para a sua apresentação. Como já falamos aqui, preto é uma das únicas cores que vai bem em um visual monocromático. Até quando o cabelo é assim despenteado.

Quem acompanha o Moda pra Homem sabe da nossa admiração pelo Black Keys. Por isso não precisamos aqui desferir gigantes elogios ao figurino do vocalista, Dan Auerbach. O legítimo roqueiro de raiz.

Responsáveis pelo encerramento da edição 2014, os ingleses do Kasabian fizeram bonito. Trajando um elegante smoking branco, o vocalista Tom Meighan animou as milhares de pessoas que encararam a lama e os três dias de festival com o habitual talento, irreverência e claro, estilo.