Aquecimento Lollapalooza Brasil 2014

by Eduardo Lautert


Como já virou tradição por aqui, mais uma vez vamos fazer um aquecimento para o festival mais badalado do país. Pelo menos no quesito qualidade das bandas.

Em 2014 o Lollapalooza chega na sua 3ª edição brasileira trazendo na bagagem duas grandes experiências. Em 2012 e 2013 tivemos no palco algumas das maiores bandas do planeta. Esse ano, de produtora nova e endereço novo, o festival voltou ao seu formato de dois dias (como em 2012). Dessa vez o line-up é bem mais discreto do que nas etapas passadas. Mas nada que não mereça a nossa total atenção.

E como não poderia deixar de ser, aqui vai um breve resumo sobre quem sobe no palco no Autódromo de Interlagos sábado e domingo:

Muse
Headliners do evento, os ingleses se caracterizam por shows performáticos e alucinantes. Mesmo formado por um vocalista/guitarrista, um baixista e um baterista, o Muse é responsável por um dos sons mais pesados do festival. No figurino alguns brilhos e estampas em excesso. Mas todos nós sabemos que nunca é bom subestimar os ingleses nesse assunto.

Julian Casablancas
Com ou sem o Strokes, Julian é sempre um front man de peso. Letras verdadeiras, ritmos variados e uma das vozes mais características da sua geração. Em sua carreira solo, Julian tem se mostrado adepto dos figurinos mais ousados. Mas nada que apague a sua contribuição para moda ao longo da sua carreira.

Arcade Fire
Um dos shows mais esperados dessa terceira edição do Lolla-BR, o Arcade Fire chega ao Brasil totulado como uma das bandas mais criativas da atualidade. Sua mistura de ritmos e instrumentos se reflete no figurino. O que para muitos pode ser um exagero.

Phoenix
Também bastante aguardado, o Phoenix, uma das bandas mais cool do momento, chega para o Lollapalooza como uma banda madura, já consolidada no cenário mundial. O mesmo pode ser visto nos seus figurinos, sérios, discretos e muito elegantes.

Vampire Weekend
Sensação indie do fim da última década, o Vampire Weekend também vem ao Brasil mais maduro. Dono de um dos principais discos do ano passado, Ezra Koenig e seus comparsas prometem um visual indie rock bem alternativo, mas sem os exageros tradicionais do gênero. Ainda bem.

Cage the Elephant
Responsáveis por uma das mais elogiadas performances da primeira edição do Lolla-BR, os rapazes do CTE parecem deixar o grunge um pouco de lado. Sem as calças e camisetas esfarrapadas de dois anos atrás, os irmãos Shultz aderem, cada vez mais, um visual mais conservador e elegante. Uma mostra de que a maturidade também atingiu a banda do Kentucky.

Kid Cudi
Frequentador da nossa pauta, Kid Cudi tem sido considerado uma das revelações do rap americano. E isso não só por causa de suas músicas e batidas inéditas, mas também pelo simples fato de não se vestir como a maioria de seus colegas. Avesso aos correntões de ouro e das roupas largas, o cara tem tudo para ser um dos destaques do evento.

Jake Bugg
Apontado por muita gente como uma das maiores revelações da música dos últimos anos, Jake Bugg fará a sua estreia no Brasil em grande forma. Longe de ser aquele tímido garoto atrás de um violão, Jake virou amigo e tocou ao lado de caras como Noel Gallagher e Arctic Monkeys. Tudo isso com a simplicidade e elegância que um jovem britânico pode oferecer.

Johnny Marr
Principal nome por trás das guitarras de bandas como The Smiths e The Cribs, Johnny Marr apresenta no Lolla-BR o seu tão elogiado projeto solo. Considerado um dos maiores guitarristas da história, Johnny é o tradicional roqueiro inglês. Das botas até o cabelo moptop, passando pelas calças justas e os charmosos ternos. Vale espiar.